Header Ads

IMAX e a realidade virtual sem óculos de Christopher Nolan


O diretor Christopher Nolan é um dos poucos que conseguem utilizar de forma extremamente eficaz toda a capacidade de uma câmera IMAX. Apesar de ser um grande fã das super câmeras, Nolan ainda não conseguiu rodar um filme inteiro neste formato.

Por ter um custo extremamente elevado e uma rede de cinemas ainda em expansão, os estúdios não aprovam o orçamento e o diretor acaba usando câmeras comuns na maior parte da produção. O que dificulta o trabalho de criação, uma vez que você tem um determinado número de cenas onde pode utilizar a câmera IMAX e, em filmes com muita ação, deve ser um trabalho dos infernos escolher em quais cenas utilizar.

Mas Nola se tornou um mestre nisso. Apaixonado pela tecnologia, seus últimos filmes contam cada vez mais com cenas no formato IMAX. Apensar do sucesso e mesmo se tratando de um diretor tão prestigiado, não é fácil convencer os executivos.

Durante uma entrevista ao The Telegraph, Nolan contou das dificuldades em conseguir um financiamento para seu novo filme, Dunkirk, e como convenceu a Warner a aprovar o uso das câmeras IMAX.

“Minha ideia para a Warner foi a seguinte: vamos colocar o público no cockpit de um avião de caça e deixá-los em um combate com os aviões. Vamos colocá-los na praia, sentindo a areia por todos os lugares, lutando com as ondas. Vamos colocá-los em pequenos barcos civis saltando as ondas nessa enorme jornada para uma zona de guerra aterrorizante. Vamos fazer a realidade virtual sem os óculos”.

Não há ninguém melhor que Nolan para conseguir a tal “realidade virtual” sem os óculos 3D. Seus trabalhos anteriores comprovam isso. Mas é preciso admitir que não é nada lucrativo para o estúdio. Ainda mais se tratando de um filme “não americano”.

“Os estúdios estão interessados em filmes sobre americanos, e essa história não tem americanos envolvidos. Então eu não quis abordar isso até ter total certeza de que o estúdio me deixaria fazer um filme britânico, mas com orçamento de um filme americano. Essa foi a oportunidade que tive e aproveitei”, completou.

O filme é baseado na história da Operação Dínamo, que conseguiu resgatar mais de 330 mil homens em Dunkirk, durante a Segunda Guerra Mundial. A operação envolvia a retirada da Força Expedicionária Britânica e de outras tropas aliadas do porto de Dunquerque, cercado pelas forças nazistas, que naquele começo de guerra já invadia os Países Baixos e o Norte da França.

Ainda que esse tipo de filme seja ideal para a utilização da tecnologia IMAX, infelizmente o apelo comercial ainda é o que decide. O recente Transformers: O Último Cavaleiro teve boa parte das cenas rodadas em IMAX e, em breve, o primeiro filme rodado inteiramente com câmeras IMAX será Vingadores: Guerra Infinita.

Convencer os estúdios sempre foi uma arte à parte. Na verdade, é apenas uma questão de tempo até que as produções passem a adorar a tecnologia imersiva. Principalmente pelo crescente mercado de realidade virtual. Até lá, vamos ter que nos contentar com filmes de super-heróis e cia.

Nenhum comentário

Todos os direitos reservados. Tecnologia do Blogger.